11 3569-9844 | 21 2533-2961

A realidade é a nossa mente!

Storytelling, técnicas de mind sharing e até mesmo telepatia foram alguns dos temas abordados no famoso evento SXSW, na edição desse ano. Mas Mari, o que é esse evento? Vamos lá, vou explicar…

O South by Southwest, ou SXSW, acontece todo ano nos EUA e reúne três sub eventos que se dividem nas seguintes áreas: SXSW Interective (mídias alternativas e tecnologia), SXSW Music (voltado para música) e SXSW Film (foco em cinema). Dessa maneira, ele acaba se tornando um dos maiores eventos em termos de inovação, modernidade e futurismo. Por essa razão, não podia deixar de trazer para você os assuntos do evento que mais bombaram na mídia.

Narrativa

Na apresentação de Christopher Graves, fundador e presidente da Ogilvy Center for Behavior Science, ele ressaltava o impacto de uma história bem contada na produção de uma peça publicitária. Isso porque quando uma história é criada com situações do cotidiano do espectador, por exemplo, acaba gerando uma sensação de familiaridade, que costuma vir acompanhada por emoções positivas e uma atitude de aproximação. Além disso, quando expostos a uma narrativa bem estruturada, o engajamento atencional por parte desses mesmos espectadores se torna maior. O storytelling já é um grande amigo da neurociência, e você pode saber mais sobre este assunto lendo o nosso post “O poder do storytelling – como motivar, persuadir e ser lembrado”.

Telepatia.

Parece loucura, eu sei, mas um dos temas abordados no evento tem tudo a ver com a Neurociência! A pesquisadora Mary Lou Jepsen tem realizado estudos que mostram que logo logo cérebros poderão se comunicar através dos pensamentos! Isso porque enquanto realizava pesquisas que usavam tecnologias de imagem para diagnosticar e tratar doenças em estágios iniciais, ela se deparou com informações extraordinárias. Alguns estudos de primatas provaram a capacidade de cérebros alcançarem objetivos trabalhando em conjunto, sem comunicação verbal envolvida. Parece surreal, não parece? O cérebro se mostra uma máquina com recursos cada vez mais  poderosos e nós podemos sim desvendá-los! Como? Através das formas de pesquisa como a que Mary Lou realizou, que avaliam o comportamento das pessoas por meio de diferentes metodologias. Você pode saber mais sobre isso através do nosso post “Cartomancia Neural: seu cérebro prevê o futuro?”.

Tecnologias

Outro aspecto que surgiu no evento, é claro, foram as tecnologias que são cada vez mais inovadoras, mas teve uma em específico que chamou minha atenção… O projeto de Tan Le, Emotiv, consiste em um aparelho que pode avaliar as atividades e ondas cerebrais de qualquer pessoa.

Lembra do EEG (Eletroencefalograma)? O Emotiv nada mais é que um EEG com uma capacidade menor de análise de diversas regiões cerebrais. Por essas razões, o Emotiv é utilizado com fins mais rotineiros, como você desligar ou acender a luz da sua sala sem sair do sofá. O EEG possui um uso mais mercadológico, já que mapeia mais áreas do cérebro, e é utilizado pela Forebrain para avaliar a atividade cerebral do consumidor… E você aí pensando que esse tipo de tecnologia era do futuro! Ledo engano, é do presente e muitas empresas já estão usando o EEG para testar campanhas publicitárias, fazer pré-testes de filmes, entre outros exemplos.

A conclusão que podemos tirar de tudo isso, é que o futuro já está na batendo a nossa porta, interligando tecnologia e mente em um só. Quer saber como aplicar esses conceitos do futuro no seu presente? A gente pode te ajudar! Dá uma olhada no nosso site e descubra algumas técnicas do Neuromarketing que só potencializam seus resultados.

Deixe um comentário

© Forebrain. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Agência Inbound