11 3569-9844 | 21 2533-2961

Neuroinsight: 3 dicas de Neuromarketing para memorização!

Nos últimos textos da Camila e da Nathalie vocês puderam conferir algumas dicas preciosas de como chamar a atenção e de como emocionar o seu consumidor. Chegamos à reta final da nossa série de textos “Neuroinsight” e se você ainda não conferiu os outros posts, corra lá! Através deles você vai ser capaz de ver quais estratégias funcionam e não funcionam na comunicação. Não dá pra perder, né?

Nas últimas semanas nós falamos sobre como é essencial se destacar e prender a atenção do espectador, e de como é importante para o desenvolvimento do relacionamento entre marca e consumidor apostar em construções que emocionem o público. Hoje eu decidi trazer para você algumas dicas valiosas de Neuromarketing para potencializar a memorização do consumidor e aumentar as chances de sua marca ser lembrada!

  • Aposte no poder do reforço

Sabe quando você assiste a um comercial e fica com o jingle preso na sua cabeça durante semanas? Isso acontece porque nossos processos de memorização se beneficiam muito do que chamamos de reforço. Apresentar uma informação repetidas vezes, exatamente como num jingle, é uma das estratégias de reforço mais eficientes.

E tem mais, os reforços não precisam necessariamente ser repetições de estímulos ou de informações. Apresentar por escrito a mesma informação que está sendo falada, por exemplo, é mais uma estratégia de reforço altamente eficaz em potencializar os processos de memorização do espectador.

  • A familiaridade pode ser sua aliada

Apostar em construções que tragam elementos familiares ao seu consumidor, como por exemplo, apresentar um contexto, retratar uma situação ou personagens com os quais o espectador se identifique é outra estratégia excelente para potencializar os processos de memorização e aumentar as chances de que sua marca seja lembrada.

Da mesma maneira, construções que trazem situações muito surreais ou muito distantes da realidade do espectador, podem prejudicar os processos de memorização. Fique atento!

  • Saiba utilizar as referências

Ainda com um pé dentro do conceito de familiaridade, é muito importante saber escolher as referências apresentadas no seu comercial. Diferentes públicos e gerações, possuem diferentes referências culturais. Fazer referência a um filme antigo ou a um filme novo pode parecer essencialmente a mesma coisa, mas o impacto na memorização de jovens e adultos pode se mostrar bastante diferente.

E então, gostou das dicas? Esses são apenas alguns dos muitos aprendizados que o Neuromarketing pode te trazer para que você desenvolva campanhas cada vez mais memoráveis!

Deixe um comentário

© Forebrain. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Agência Inbound