11 3569-9844 | 21 2533-2961

Neuroinsight: efeitos sonoros para chamar atenção!

Diversas vezes aqui no blog nós conversamos sobre como é essencial chamar a atenção do consumidor para sua marca,  produto ou serviço. Em muitas dessas conversas nós abordamos também as dificuldades que são encontradas na hora de executar essa tarefa. Inclusive, em um dos textos da Nathalie, ela explicou brilhantemente um dos principais motivos para encontrarmos essas dificuldades: a natureza limitada da nossa atenção. Calma, vou te explicar melhor.

Se nosso cérebro tivesse que processar todas as informações e todos os estímulos que recebemos ao mesmo tempo ele provavelmente pifaria! E é exatamente por isso que a nossa atenção é limitada a um único foco, semelhante ao foco de uma lanterna, por exemplo. Só conseguimos “prestar” real atenção em uma coisa de cada vez.

Tendo isso em mente, e lembrando que vivemos em um mundo que transborda estímulos, como podemos aumentar a chance da nossa comunicação chamar a atenção do público?

A resposta está justamente em como funcionam os nossos processos atencionais básicos. A comunidade científica já comprovou que existem dois tipos de atenção, as chamadas “bottom-up” e “top-down”. A “bottom-up” se baseia na capacidade que alguns estímulos têm de atrair a nossa atenção, já a “top-down” é o tipo de atenção que temos quando decidimos ativamente buscar por algo no ambiente ou manter o nosso foco em determinado estímulo. Ou seja, a primeira ocorre de forma involuntária, e a segunda de forma voluntária.

A essa altura você já deve estar se perguntando porque tô falando sobre tudo isso. O caso é que a construção de filmes publicitários, por exemplo, pode se beneficiar bastante com esses processos, especialmente do aspecto “bottom-up” da nossa atenção.

Já percebeu que alguns estímulos (sonoros, visuais,…) são capazes de atrair nossa atenção de maneira quase automática? Vamos a um exemplo: supondo que você esteja em um jantar, conversando com as pessoas da sua mesa. De repente alguém quer fazer um brinde, e bate levemente com uma faca na lateral da taça… Prontamente você e todos os outros convidados olhariam, certo? O som da faca batendo na taça é o que chamamos de trigger atencional.

Entender e empregar os triggers atencionais na sua comunicação é uma importante ferramenta para chamar a atenção de seus consumidores em meio a tantos outros estímulos que competem por ela!

Quer entender mais sobre a aplicação de trigger atencional como estratégia de comunicação? Aperte aqui, e acesse o case do comercial da Adria! Nele, nossos pesquisadores explicam melhor como essa ferramenta funciona e o impacto que ela tem na percepção do consumidor!

Deixe um comentário

© Forebrain. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Agência Inbound