11 3569-9844 | 21 2533-2961

O iogurte de baunilha deixa os consumidores felizes!

A satisfação ou frustração que temos com qualquer tipo de experiência pode ser grande a ponto de alterarmos nossas preferências quase que instantaneamente. Por isso, é muito importante para os profissionais de marketing e pesquisa e desenvolvimento de produtos conhecer de maneira profunda as reações emocionais de seus consumidores. Pensando nisso, uma nova pesquisa mostrou como as pessoas reagem a iogurtes de diferentes sabores, através de técnicas de neuromarketing capazes de medir a resposta emocional implícita dos consumidores. Os participantes do estudo experimentaram dois iogurtes da mesma marca e embalagem, mas com sabores diferentes.

Como resultados, não foram percebidas diferenças significativas entre o iogurte de morango e abacaxi, mas, surpreendentemente, o sabor de baunilha foi associado à uma resposta emocional mais intensa e positiva, apoiando estudos anteriores que indicavam que o aroma de baunilha reduz a agressividade das pessoas e encoraja o relacionamento entre elas. O estudo também mostrou que o relato de preferência por uma fruta em específico nem sempre é condizente com a resposta emocional dos participantes e também, que as versões de iogurte com menores índices de gordura são associadas a respostas emocionais mais intensas.

Comidas que superam ou frustram nossas expectativas são capazes de alterar nosso humor.
Comidas que superam ou frustram nossas expectativas são capazes de alterar nosso humor.

“Nós ficamos surpresos por descobrir que, através de medidas implícitas e inconscientes, podemos obter informações valiosas sobre produtos, independe do relato dos consumidores diz” diz Dr. Jozina Mojet, da Food & Biobased Research. Segundo o pesquisador, este tipo de informação é muito importante para quem trabalha com desenvolvimento de produtos. O estudo dos iogurtes mostra que ser surpreendido positivamente por experiências sensoriais influência o humor dos consumidores e pode contribuir com a aceitação de novos produtos e fidelização de clientes.

Tradicionalmente, produtos têm sido testados através de métodos explícitos, ou seja, perguntando diretamente o que os consumidores sentem. Porém, os resultados encontrados nesta pesquisa sugerem que abordagens que analisam o inconsciente dos consumidores são muito eficientes para avaliar produtos antes de disponibilizá-los no mercado. Esta nova maneira de entender as emoções do consumidor é implícita e não pode ser manipulada de forma alguma pelos participantes.

“Nós estamos procurando por métodos válidos, rápidos e mais baratos para medir as emoções e alterações de humor causadas pelos alimentos” diz DR. Mojet, que acredita que as pesquisas que utilizam técnicas de neurociência do consumo podem esclarecer as interações entre criação de expectativa, percepção sensorial, alterações emocionais, preferências e formação de memórias.

Fonte: Food Research International

Deixe um comentário

© Forebrain. Todos os direitos reservados.
Desenvolvido por Agência Inbound